Paranaenses entre os piores do Brasil: Zeca Dirceu e Enio Verri, ambos do PT, foram considerados os piores deputados do Brasil – Paraná Notícias

Paranaenses entre os piores do Brasil: Zeca Dirceu e Enio Verri, ambos do PT, foram considerados os piores deputados do Brasil

Uma nova ferramenta pretende ajudar o eleitor a decifrar a sopa de letrinhas dos partidos brasileiros e acompanhar de maneira mais simplificada a atuação dos 594 parlamentares do Congresso. Além de trazer informações e histórico dos candidatos que disputam as eleições 2014, a plataforma Atlas Político divulgou um ranking que elenca os deputados federais mais atuantes entre os 513 que estão hoje em exercício.

A iniciativa, que se diz independente de qualquer partido político, foi criada por dois pesquisadores brasileiros de Harvard e conta com o patrocínio da Fundação Lemann. Segundo o site, o objetivo é mostrar a competência dos congressistas em defender suas agendas políticas, independentemente de suas posições ideológicas. Apesar de citar no perfil individual se o candidato é ficha limpa ou não, esse não é um fator considerado na nota.

O ranking se baseia em cinco critérios numéricos: Representatividade (deputados que se elegeram com votações expressivas); Campanha Responsável (os gastos do candidato comparados ao total de votos); Ativismo Legislativo (projetos apresentados); Debate Parlamentar (participação em debates e fiscalização); e Fidelidade Partidária (se o candidato permaneceu no mesmo partido e se votou de acordo com as orientações da legenda). Cada item representa uma nota de 0 a 1, que, somadas, compõem a média final. Quanto mais próximo de 5, melhor avaliado o político é.(www.politicos.org.br)

Os piores avaliados

Os dois deputados federais do Paraná com pior avaliação pelo Ranking dos Políticos são, curiosamente, do PT. Com -183 pontos, Enio Verri figura na 489ª posição e Zeca Dirceu, com -127, ficou com a 458ª colocação. Nos dois casos, o que mais pesa contra são os posicionamentos em relação a votações – ambos foram contrários a mudanças no Ensino Médio e nas terceirizações, por exemplo, e favoráveis ao fundão eleitoral. Ambos também gastaram acima da média com cotas parlamentares e verbas indenizatórias e respondem ou foram condenados em processos judiciais, o que também prejudicou a nota final.

Dos 30 deputados federais do Paraná, onze tiveram avaliações negativas no site. No geral, quase metade (251 dos 513 deputados) tiveram notas negativas e três tiveram pontuação igual a zero. (Luís Fernando Wiltemburg – Redação Bonde)

você pode gostar também Mais do autor